amr

amr

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Este fim de semana fartei-me de andar na farra! E como tenho andando meio triste e um bocadinho deprimida , até me fez muito bem!
Ri que me fartei, bebi que nem uma adolescente e dancei até não haver mais música! Já tinha saudades disto!
No tempo de faculdade, eu e as minhas amigas éramos sempre as últimas a sair dos bares e discotecas!
Cá para nós que ninguém nos ouve, o lema lá de casa era mesmo sair e divertirmo-nos ao máximo, fazermos a festa e deitarmos os foguetes, e se fosse preciso, é claro, ainda arregaçar as mangas e ir apanhar as canas no final! ;)
E isto tudo para vos dizer o quê?
Para dizer que hoje me sinto um trapo velho, que só me apetece dormir em cima da secretária, e que ainda mal consegui meter algo no estômago...
Mas acima de tudo, para vos dizer que estou feliz porque este fim de semana conclui uma coisa muito importante...
Conclui que podem passar anos, meses, dias ou até mesmo horas...
Que pode o mundo se virar de pernas para o ar...
Que pode estar a chover, a fazer sol ou a trovoar...
Mas que há coisas que nunca mudam!
Foi nesse molho de festarolas que andei a percorrer que encontrei um amigo meu, um namorico dos meus inocentes 15 ou 16 anos.
Um rapaz de quem eu fugia, pois sabia que com dois dedos de conversa me poderia levar onde quisesse.
Não era bem o meu tipo de homem mas os nossos feitios coincidiam muito. Um dizia mata e outro logo a seguir, esfola! Ele fazia mil e um disparates e eu ria, ria... que nem uma perdida!
Na altura meti na cabeça de que ele não era homem para mim e arrumei o assunto a um canto.
Talvez tenha cometido um erro, sei lá!
Porque ontem enquanto dançava e ele me abordou, eu senti-me outra vez com 16 anos, senti borboletas no estômago...e parei! Parei e sorri, porque adorei recordar aquele momento!
Ficamos lado a lado o resto da noite e pensei mil e uma vezes o porquê de nunca lhe ter dado a atenção que na altura merecia. Na minha cabeça surgiram questão como " E se tivéssemos ficado juntos?" , "Será que tinha funcionado?", " Será que ele tem alguém?" ... e quando dei por mim já estava a fazer uma grande e nova novela para mudar a minha vida.
No caminho para casa, entrei no carro de uns amigos que ainda temos em comum e permaneci calada o caminho, meio a dormitar...até que alguém se vira para mim, do nada, e diz " Não achas um desperdício vocês ainda não estarem juntos?"
E pummm....heis que fiquei a noite toda a pensar! :)


1 comentário:

Página ao Lado disse...

se assim ficaste realmente deves pensar no assunto!